PERCURSOS PEDESTRES

Vá onde poucos foram!

Aventure-se!

Consulte os vários percursos pedestres disponíveis no Tejo Internacional

binoculos02

Para a realização desta actividade aconselha-se o uso de roupa e calçado confortável apropriado para a época.

O limite máximo é de 30 inscrições cujo valor é de 25€ para não sócios e inclui seguro e alojamento. Grátis para sócios.

Monte Barata e Casa do Rosmaninhal

Entre Maio e Junho

Individual, grupos e famílias com crianças a partir dos 4 anos

Certificada com orientador

Os percursos que existem no território do Tejo internacional foram elaborados de forma a que possa ter uma experiência dentro do patrimônio histórico cultural  e natural sem que  perturbe as espécies autóctones , podendo assim usufruir de um contacto autentico com a natureza os espaços e as gentes locais.

Estação da bio diversidade

Localização

Parque Natural do Tejo Internacional

Distância

5km

Espécies

Borboletas, Insectos

O percurso da Estação da Biodiversidade de Monte Barata localiza-se no Parque Natural do Tejo Internacional. O Monte Barata é uma reserva biológica da Quercus, dedicada à conservação e turismo da natureza. Na parte inicial, o caminho atravessa o montado de azinho com giesteiras-das-serras e arbustos aromáticos. Depois, segue ao longo da Ribeira do Marmedal, passa por uma área de Tamujal, que é um habitat prioritário, terminando num olival biológico.

Rota dos Veados

Localização

Alares, Rosmaninhal, Guedelha, Vale Pórros

Distância

53km

Espécies

Abutre do Egipto, Águia-de-asa-redonda, Veados

Na sua totalidade a Rota dos Veados estende-se por 53 quilómetros, que, a partir do antigo posto da Guarda Fiscal, pertos dos Alares, se transforma numa pequena rede de percursos. Do Rosmaninhal, primeiro por uma estrada asfaltada e depois por caminhos típicos, toma-se a direcção da fonte do Medo, seguindo para o lugar de Guedelha, daqui para Vale Pórros. Depois da travessia da ribeira do Freixo, enfrenta-se a subida para a localidade de Cegonhas, para de novo encontrar a margem esquerda da ribeira, até ao Couto das Correias.
A variante “Aldeia dos Alares”, com 7600 metros. A do “Observatório de Aves dos Alares”, com apenas quilómetro e meio, através das arribas do Tejo, onde é possível a observação de espécies como o abutre do Egipto, a águia-de-asa-redonda e, claro, os veados. Ainda a variante da “Ribeira da Fonte Santa”, quatro quilómetros seguindo o seu curso ao reencontro do Tejo. De regresso ao posto da Guarda Fiscal, é tempo de rumar ao ponto de partida.

Ficha de Participação

Envie-nos uma mensagem referindo a respectiva actividade e quando desejaria participar

Contacte-nos por E-mail

Não hesite em contactar-nos utilizando o nosso formulário ou dirigindo-se à secção de contactos no menu.

Contacte-nos por telefone

Utilize o seguinte número:

272 324 272

Visite-nos Pessoalmente

Quercus Núcleo  de Castelo Branco

Rua Tenente Valadim, nº 19. r/c. 6000-284, Castelo Branco